quarta-feira, 20 de outubro de 2010

O rumor de um beijo



O que deveria ser pulsado,
E elevado aos planos delirantes,
É soturno e cobiçado.
Se aomenos fosse em meu semblante...

O doce toque de seus lábios
Meu corpo aguarda ancioso
Um som vazio depois o silêncio
Deixa um vácuo doloroso.

A espectativa ardente de um coração
Se projeta gerando um tufão
De afeto do outro lado do mundo

Ledamente sentindo seu beijo
Volto angustiado de desejo
Caindo em um abismo profundo...